Menu Fechar

Técnicas Osteoarticulares

Alívio da Dor

Partilhar com:

Utilizamos várias ferramentas terapêuticas:

OSTEOTERAPIA
TAPING NEUROMUSCULAR E LINFOTAPING
LINFODRENAGEM MÉTODO VODDER
MASSOTERAPIA CLÍNICA
FOTO-CROMOTERAPIA
entre outras...

Preço da 1ª Consulta: 35,00€

  • Duração da 1ª consulta: 70 minutos
  • Para AGENDAR uma consulta:

A estrutura corporal humana e a função são dependentes uma da outra. Quando a estrutura é alterada através do sistema músculo-esquelético, ocorrem anomalias noutros sistemas do corpo. Este, por sua vez, pode produzir restrições de movimento, sensibilidade,  alterações nos tecidos e assimetria.

* * * * * * * *

A Osteoterapia abrange várias tratamentos como prevenção de disfunções músculo-esqueléticas e alívio da dor:  lombalgia, tendinites, artrites, dor muscular, dor ciática, compressão de nervos periféricos, cervicalgia, síndrome miofascial, entre outras.

Para diagnosticar e tratar as disfunções usamos várias técnicas osteoarticulares, entre quais:

O valor da colocação das mãos sobre um paciente é universalmente reconhecido pelos profissionais de saúde. Este componente essencial da relação médico-paciente tem muito a ver com o bem-estar do paciente. Quando o terapeuta examina um paciente pelo toque, o tratamento já começou.

Esta técnica consiste numa pressão rítmica, de alongamento e de tracção. O seu objectivo é mover os líquidos dos tecidos e relaxar a musculatura hipertónica e miofascial – camadas associadas à disfunção somática.

Este procedimento destina-se a tratar principalmente as estruturas miofasciais. É uma forma de terapia dos tecidos moles utilizada para o alívio muscular, aumento da mobilidade de movimentos e equilíbrio corporal. A fáscia é manipulada para permitir a reorganização das fibras dos tecidos conjuntivos de uma forma mais flexível e funcional.

Nesta técnica o paciente é direccionado para utilizar a sua musculatura a partir de uma posição precisa e numa direcção específica, contra uma força contrária aplicada pelo massagista. O objectivo é restaurar o movimento, diminuir as alterações músculo/tecido e modificar a assimetria da disfunção. 

Diminuindo a rigidez dos músculos, alguns exercícios de stretching permitem amplificar os movimentos e progredir mais facilmente na atividade desportiva. Bem realizados, favorecem a flexibilidade dos músculos, melhoram a postura e o equilíbrio, previnem as lesões e permitem melhor uma consciência corporal.

A manipulação da fáscia é uma técnica que trata dor miofascial e disfunções viscerais relacionadas à fisiologia da fáscia. Ela atua em pontos específicos sobre a pele, procurando atingir a fáscia profunda a fim de restaurar a sua função normal. 

A fáscia é uma membrana formada por tecido conjuntivo (denso modelado), situada entre a pele e os músculos. Ela é contínua, recobre toda a musculatura do corpo e é composta por duas camadas: superficial e profunda. Alterações do deslizamento das camadas da fáscia, por densificação da substância amorfa (sobrecarga/overuse; trauma; imobilização prolongada), provoca alteração do seu movimento e gera dor e várias sintomas patológicos.

O método Kinesio Taping é uma técnica de reabilitação desenvolvida para facilitar o processo de regeneração do organismo, dando apoio e estabilidade aos músculos e articulações sem restringir o seu movimento, promovendo um funcionamento normal.

O TENS representa uma das técnicas de electroterapia mais utilizada em fisioterapia, com finalidade anti-álgica. Utiliza-se para o tratamento de uma vasta gama de patologias que cruzam a dor física com dores agudas, crónicas, dores musculares, dores pós-operatórias e também dores causadas pela gravidez.

A sua aplicação varia em função do mecanismo de acção e origem da dor: convencional, endorfínico, de varrimento, de valores máximos, Burst.

► TENS rápido, convencional: é um tipo de corrente utilizada para actuar sobre o sintoma de dor. A sua acção é rápida e induz um bloqueio da dor a nível espinal. A duração do tratamento não deve ser inferior a 30-40 minutos. Pode ser utilizado na dor crónica. São necessárias pelo menos 10/12 sessões com frequência diária para notar resultados.

► TENS atrasado (endorfínico): favorece a produção endógena de endorfinas que têm a propriedade de elevar o umbral de percepção da dor. Sessões de, pelo menos, 20/30 minutos, frequência diária. A acção antálgica aparece depois de algumas horas uma vez terminada a sessão.

Este procedimento destina-se a tratar principalmente as estruturas miofasciais. É uma forma de terapia dos tecidos moles utilizada para o alívio muscular, aumento da mobilidade de movimentos e equilíbrio corporal. A fáscia é manipulada para permitir a reorganização das fibras dos tecidos conjuntivos de uma forma mais flexível e funcional.

Agende já a sua consulta

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial